Após reunião, Eduardo Campos diz que 2º turno é oportunidade para desfazer mentiras

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Depois de se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, governadores e senadores eleitos da base aliada, o governador reeleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse que tem "absoluta tranquilidade" de que será feito um "belíssimo" segundo turno para eleger a candidata do governo, Dilma Rousseff (PT), à Presidência da República.


"Neste segundo turno teremos oportunidade para desfazer muitas versões de uma campanha fascista que tomou conta do Brasil nos últimos dez dias, com mentiras, com agressões, que foram colocadas em relação à nossa candidata", disse Campos, numa referência indireta a versões de que Dilma apoiaria o aborto e de que teria declarado que nem Jesus impediria sua vitória.

Segundo Campos, a ideia é reverter essa situação, discutindo temas fundamentais como desenvolvimento, geração de emprego, rede de urgência para a saúde e grandes obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para saneamento. "E vamos responder os ataques com muita tranquilidade. Nós chegamos a 47% dos votos, faltam 3%. Entendemos que foi uma oportunidade. O Brasil já vem demonstrando que quer uma mulher presidente", afirmou.

Para o governador, o resultado do primeiro turno foi "extraordinário". "Há 8 meses a ministra Dilma era uma cidadã militante política que jamais havia disputado o voto popular em uma campanha e ela chegou ao final do primeiro turno com o mesmo porcentual de Lula em 2006 na sua reeleição. Foi um resultado extraordinário, uma enorme vitória, ela cresceu na campanha, nos debates, na performance da rua."

Segundo Eduardo Campos, a participação do presidente Lula na campanha ocorrerá da mesma forma que no primeiro turno: à noite e nos fins de semana.


Fonte: Agência Estado


0 comentários:

Postar um comentário