Nordeste é a região que vai gastar mais para eleger governadores

sábado, 10 de julho de 2010

59 candidatos calcularam gastar até R$ 451 milhões em nove estados. Em todo o país, disputas pelos governos estaduais totalizam R$ 1,5 bilhão.


Detentor de baixos índices de desenvolvimento humano, com população carente de infraestrutura e de serviços essenciais como saúde e educação, o Nordeste é a região que terá a disputa mais cara e acirrada pelos governos estaduais.


O Nordeste terá 59 candidatos e uma estimativa de R$ 451,7 milhões em gastos de campanha, segundo estimaram ao TSE os 59 candidatos a governador dos nove estados da região.


Com uma previsão de R$ 124 milhões divididos por seis concorrentes, o Ceará terá a campanha eleitoral mais cara. Sergipe, com sete candidatos, terá o pleito mais modesto: R$ 18,7 milhões.


Recentemente castigado pelas chuvas que provocaram mortes e devastaram cidades inteiras, o estado de Alagoas terá seis candidatos que estimaram gastos de até R$ 55 milhões. Também com municípios em situação de destruição, Pernambuco terá seis concorrentes e uma campanha de até R$ 44 milhões.


A previsão de gastos faz parte do conjunto de informações que todo candidato tem de apresentar à Justiça Eleitoral para solicitar o registro que o habilita disputar um cargo público nas urnas. Para chegar aos valores finais, o G1 entrou em contato com tribunais regionais eleitorais (TREs) de 26 estados e do Distrito Federal. O ranking do custo das disputas pelos governos estaduais foi construído a partir da lista de concorrentes e da previsão de gastos de cada unidade da federação.


Em números absolutos, o valor previsto no Nordeste é superior ao do Sudeste, onde 25 candidatos relataram à Justiça Eleitoral uma previsão de R$ 361,8 milhões em custos na disputa pelo comando de quatro estados.


Leia a matéria completa no G1 | Imagem: Internet

0 comentários:

Postar um comentário